História de um ladrão confesso


em Claudino Berlatto por

Há muitos anos, quando vinha de Curitiba de ônibus, sentou ao meu lado um cidadão, muito bem trajado. Em viagem, conversa vai , conversa vem ele perguntou o que eu fazia? Disse que era bancário e morava em União da Vitoria e fui a capital a serviço do banco. Em seguida lhe fiz a mesma pergunta. O Senhor onde mora e o que faz? Respondeu que morava em Curitiba, tinha casa bem montada, tinha mulher e três filhos e sua profissão era LADRÃO. Assustei-me com a resposta. Entretanto, ele continuou dizendo que roubava só para manter a família e dar estudo aos filhos. Tenho dois filhos homens e uma filha mulher, dois estão formados e um está se formando em Farmácia. Estou viajando para procurar uma cidade a fim de colocar uma farmácia. Perguntei, agora o Senhor já formou todos os filhos e vai parar de roubar? Nao vou parar porque não tenho profissão e só sei roubar e tenho que sustentar minha mulher. Não roubo com armas em punho, portanto, vou continuar roubando até o fim da vida. Ainda, se um dia for preso a policia me solta dentro de dois ou três dias. Este exemplo serve para os dias atuais. LADRÃO QUE ROUBA, SEMPRE VAI ROUBAR. Lugar de ladrão e na cadeia.

MAIS VERBAS PARA OS MUNICIPIOS.

Temos um candidato a Senador que defende o “PACTO FEDERATIVO”. Trata de uma ideia iluminada. Defende que se aumentem os recursos dos impostos para os Municípios e para os Estados e diminuir a concentração de verbas para o Governo Federal. Dessa forma os recursos podem ser fiscalizados diretamente pelo povo.

A PONTE DO ARCO E AS BARREIRAS.

As barreiras continuam caindo, perigosamente, e interditando aquele Bairro. A ponte do Arco também vai afundar, muito embora, existem soluções. Depois que acontecer a queda de toneladas de pedras, matando pessoas e amassando carros, pode ser que as autoridades competentes, tomem alguma providência. De quem será a culpa? Se aquela rodovia for interditada para caminhões e a Ponte do Arco, pode ser uma solução. Vamos tomar alguma providência enquanto é tempo para não chorar mais tarde.

OS ALI BABAS E OS 40 OU MUITO MAIS!

Os presos políticos aprenderam, facilmente, comandar seus seguidores de dentro da cadeia. Tudo está acontecendo porque a lei brasileira é surda, muda e falha. Não conheço outro País onde um preso pode ser candidato e fazer propaganda! Esse não é o Pais que quero para o futuro. Quando saí de casa para estudar, aos onze anos de idade, meu pai falou como conselho: meu filho, se um dia você quiser voltar, as portas da minha casa, sempre estarão abertas, mas, quero ver você voltar como bom homem. Se tiver que voltar, como ladrão ou bandido, volte como bandido. O ladrão sempre será um ladrão.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*