O absurdo


em Primeiro Plano por

A sessão do senado que aprovou o aumento dos juízes do STF é a prova de que nossos três poderes trabalham como uma quadrilha, um defendendo os interesses do outro. O judiciário que deveria ser o mais justo, enfim, escancara o país inteiro com um pedido de aumento de 16% em uma época de problemas em diversas áreas básicas dos serviços públicos.
E daí vem a pergunta?
Se o governo vem apresentando déficit e o senado aprova um reajuste desta natureza, então não está havendo um desrespeito à lei de responsabilidade fiscal???
Porque que eu saiba, o governo para gastar tem que dizer de onde vai tirar este dinheiro. E todos sabemos que vai sair do conserto das estradas, dos repasses para a saúde e melhorias na educação.
A quadrilha está formada faz tempo e infelizmente não vejo um presidente, por melhor que ele seja, capaz de desmontar este esquema cruel e absurdo aonde quem decide quanto que o carrasco vai ganhar é quem está com a corda na forca.
Vale lembrar que os três senadores de Santa Catarina votaram a favor do aumento… Atitude infeliz!

AGREGAR
Vejo que muitas coisas estão melhorando, evoluindo nos últimos anos em nossas cidades. Uma prova disso foi a inauguração na noite de quinta-feira da nova concessionária da Mercedes Benz de União da Vitória, a tradicional Veículos Mallon.
E o que mais me chama a atenção é que a maior parte dos investimentos em nossas cidades que se destacam, acabam sendo feito por empresários de fora.
Deixo os meus parabéns ao pessoal do Grupo Mallon por acreditar em nossa região e dar uma cara nova para a entrada da cidade.

OI, OLHA ISSO!!!
– A Câmara de União da Vitória deve devolver à prefeitura de União da Vitória mais de R$ 1,6 milhões. Trabalho do presidente Almires Bughay Filho, que cuidou dos gastos daquela casa.
– Tem gente já se mexendo para as eleições municipais que acontecerão em 2020. O motivo maior é que não existirá mais coligações e isso vai dificultar e muito a eleição de alguns vereadores.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*