Anúncio Supermercado Chipitoski 1075x140px
  • jornais02.08.17.jpg

Manchetes: Câmara vota parecer de denúncia contra Temer


Confira as manchetes dos principais jornais do país desta quarta-feira

em Nacional por

Confira nas manchetes dos principais jornais do país desta quarta-feira, 02: Câmara vota parecer de denúncia contra Temer.

Notícias dos jornais O Globo, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo.

O Globo

Manchete: Temer vai ao limite
O presidente Temer não economizou recursos públicos para tentar votar e rejeitar hoje a denúncia por corrupção passiva contra ele. É a primeira vez na História que um presidente é denunciado no cargo. Em um mês, desde que a denúncia foi protocolada na Câmara, Temer já recebeu pelo menos 117 deputados em audiências. Só ontem foram mais de 30, sem contar reuniões com bancadas e eventos nos palácios. Além da enxurrada de emendas liberadas nos últimos dias, editou MP para parcelar dívidas no campo, o que atende à bancada ruralista, a maior e mais poderosa, com 230 deputados. A sessão que decidirá o futuro de Temer está marcada para as 9h de hoje. Para que haja votação, será preciso quorum mínimo de 342 deputados, mesmo número necessário para aprovar o envio da investigação ao STF.

Lula é réu no caso do sítio de Atibaia
Moro entende que ex-presidente é o real proprietário e aceita denúncia por corrupção e lavagem de dinheiro; é o 6º processo contra o petista, que já foi condenado em 1ª instância pelo tríplex.

Meta de 2018 pode ser revista
Além de rever a meta fiscal de 2017, que deve passar de déficit de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões, o governo estuda mudar o resultado de 2018. A avaliação é que, para manter o déficit em R$ 129 bilhões para o ano que vem, será preciso elevar impostos.

 

O Estado de S. Paulo

Manchete: Temer faz corpo a corpo em busca de ‘indefinidos’
A Câmara poderá analisar hoje a denúncia por corrupção passiva contra Michel Temer, primeiro presidente da República a ser alvo de acusação formal por crime comum durante o exercício do mandato. Se houver quórum (342 presentes), os deputados votam por aceitar ou rejeitar o prosseguimento da denúncia. Para o STF julgar a acusação da Procuradoria- Geral da República, é necessário aval da Câmara. Em caso de aceitação da acusação pela Corte, o presidente é afastado por até 180 dias. Temer precisa de pelo menos 172 votos. Articulações incluíram atendimento de reivindicações de ruralistas e distribuição de cargos e verbas. O placar da votação pode indicar o fôlego futuro do governo. A decisão está entre os 213 deputados que não declararam voto, segundo o Placar do Estado

Lula vira réu pela 6ª vez, agora no caso do sítio de Atibaia
O ex-presidente Lula virou réu ontem em mais uma ação na Lava Jato, desta vez no caso do sítio de Atibaia. O juiz Sérgio Moro aceitou denúncia do MPF contra o petista por corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a acusação, as empreiteiras Odebrecht, OAS e Schahin gastaram R$ 1,02 milhão no sítio em troca de contratos com a Petrobrás. É a sexta ação penal a que Lula responde, a terceira com Moro. A defesa alega inocência.

Gilmar ataca Janot e pede ‘decência’ à PGR
Após a Procuradoria-Geral da República pedir pela 3.ª vez a prisão do senador Aécio Neves, o ministro Gilmar Mendes, do STF, disse que a Corte inventa um “Direito criado na malandragem” e ficou “a reboque das loucuras do procurador”, a quem pediu “decência”. A PGR e o ministro Edson Fachin não comentaram.

 

Folha de S. Paulo

Manchete : Em ofensiva, Temer afaga ruralistas e o ‘baixo clero’
O governo tenta hoje enterrar, no plenário da Câmara, denúncia da Procuradoria contra Michel Temer. O presidente ê acusado de corrupção passiva por ser o suposto destinatário de R$ 500 mil entregues pela JBS a Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Primeiro presidente denunciado no exercício do cargo, Temer almoçou ontem com 58 ruralistas, a quem acenou com socorro ao setor, e foi a jantar para o qual foram chamados cem membros do “baixo clero”, congressistas de menor expressão. Nos últimos dois meses, Temer distribuiu cargos e destinou R$ 2,3 bilhões a emendas. Para que a acusação chegue ao STF, é necessário o apoio de 342 dos 513 deputados. Se a corte aceitar a denúncia, o presidente será afastado por atê 180 dias.
O Planalto aposta na vitória e atua para garantir quorum na votação prevista para esta quarta na Câmara. Segundo levantamento da Folha, há 105 deputados pró-governo e 195 contra — 209 não se posicionaram e quatro não votarão.

Chavismo volta a prender rivais do governo Maduro
Dois políticos rivais do governo Maduro que cumpriam prisão domiciliar voltaram à cadeia. Segundo a Justiça venezuelana, dominada por chavistas, eles planejavam fuga do país e violaram regras ao apoiarem protestos. A medida causou revolta da oposição.

Lula se torna réu pela 6-vez, agora no caso do sítio em SP
O juiz Sergio Moro aceitou denúncia contra Lula relativa ao sítio de Atibaia (SP). O petista, alvo da sexta ação por suspeita de corrupção, ê acusado de ter sido beneficiado com obras no imóvel frequentado por ele e sua família.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo