Um projeto novo


em Primeiro Plano por

Precisamos de um projeto novo, precisamos de ideias novas, precisamos de cabeças pensando diferente. Precisamos mostrar para a população das nossas cidades que o mundo não acaba ali no São Sebastião ou lá no São Gabriel.
O mundo lá fora oferece oportunidades todos os dias, boas oportunidades, basta termos projeto. Eu sempre falo isso e repito aqui, que uma cidade sem projeto não tem futuro e acaba caindo no lugar comum, que é ser administrada por pessoas incapazes.
O asfalto ajuda, ajuda, mas isso é obrigação, não é projeto. Quando falo de projeto é a busca por desenvolvimento, é a busca por recursos que existem aos montes em Brasília e que são perdidos por incapacidade dos nossos governantes.
Precisamos de mais. Isso que está aí ainda é pouco para que nossa região se desenvolva. Digo isso porque sempre fui um visionário, sempre combati o bom combate, e provo com este jornal diário que você lê agora, que se tivermos um projeto as coisas dão certo.
Hoje o Jornal O Iguassú faz parte da nossa história, e ainda editará muitos capítulos do nosso futuro. Abri este jornal diário, o primeiro da região em 2003, e tanto políticos como ‘entendidos’ diziam que eu não aguentaria 3 meses com o diário. Pois bem, já aguentei mais de 15 anos, forcei outros veículos de comunicação a serem melhores, provei que existia caminhos diferentes daqueles que eles acreditavam serem os únicos. Estou aqui. E quero mais.
E para o nosso futuro ser melhor precisamos acreditar em caminhos diferentes. Ou vocês acham que o que temos é bom??? Posso até dizer que em União da Vitória temos novas ideias, mas é algo novo, que ainda tem que ser amadurecido. Já em Porto União repetimos o velho, sem projetos, nem ideias, apenas uma repetição de obrigações que qualquer prefeito faz… Repetição do que é apenas o básico, apenas obrigações de quem é um mandatário. É a história que sempre repito, uma migalha aqui, outra esmola ali, e no fim do mandato tem político que acha que fez muito, mais do que deveria, como se fosse um favor ter trabalhado pela população.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*