Secretaria de Educação promove curso sobre metodologias ativas


em SC Planalto por

Mais uma vez Irineópolis inova quando o assunto é educação. O município é o pioneiro na região a capacitar os profissionais da rede para a implantação das metodologias ativas como prática pedagógica, estimulando a participação do estudante em sala de aula para que possa desenvolver sua capacidade crítica para a resolução de problemas reais.

Durante dois dias, professores da educação infantil e do ensino básico participaram do início de um treinamento com a equipe do instituto Vivere, do Rio Grande do Sul, que abordou como as metodologias ativas farão a diferença no processo da construção do conhecimento. De acordo com o diretor do instituto, Rudimar Barea, doutorando em educação e mestre em filosofia, sociologia e contemporaneidade, a metodologia ativa parte de um princípio de que não somente o professor transmite o conhecimento e o aluno recebe, mas coloca o estudante como protagonista de sua própria história e que com a orientação adequada estará apto a resolver os problemas ao seu redor.

“O programa internacional de avaliação estudantil (Pisa) aponta que no Brasil 50% dos alunos que saem do ensino médio não conseguem resolver problemas simples de matemática por conta da formulação da questão”, relata Barea. Para ele, essa constatação mostra que a matemática está sendo bem ensinada na escola e que os alunos estão saindo das unidades de ensino com o conhecimento sobre a disciplina, mas sem saber o que fazer diante dos problemas da vida. A nova prática pedagógica quebra os paradigmas do ensino tradicional, estimulando a participação ativa de todos os envolvidos de acordo com a realidade em que estão inseridos. “A ideia é trabalhar as metodologias ativas para complementar aquilo que já vem sendo feito com muita qualidade pelos professores de Irineópolis”, explica o diretor do instituto Vivere.

Para a secretária de educação, Lillian Eliane Batschauer Ferreira, o fácil acesso a informação e o avanço da tecnologia são alguns dos fatores que tornam fundamentais a adoção de novas práticas em sala de aula. “Hoje nós temos alunos muito desenvolvidos e que sabem utilizar as tecnologias disponíveis, mas não sabem adquirir conhecimento através dela. Então hoje cabe ao professor processar essas informações com eles para alcançar bons resultados”, destaca a secretária. Ela relata que as metodologias ativas chegam para completar as ações de sucesso realizadas pelos profissionais de Irineópolis. “Nossos professores têm muito conhecimento, mas vamos trazer mais essa prática para que junto com os alunos eles possam construir uma educação com ainda mais qualidade no município”, avalia Eliane. A capacitação sobre metodologias terá mais encontros no mês de abril

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo