Rota Turística do Rio Iguaçu foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná


União da Vitória é um dos municípios que fazem parte da Rota criada

em Porto União e União da Vitória por

Das 14 regiões turísticas do Paraná, 06 ficam na Bacia Hidrográfica do Rio Iguaçu. Além disto, dos 113 municípios que integram a bacia, diversos possuem opções de turismo, sob o aspecto religioso, de aventura, ecológico, gastronômico, de negócios, dentre outros.

Por exemplo, hoje existe a navegação turística feita em União da Vitória, com o barco de nome “Novo Horizonte”, que percorre 330 quilômetros navegando e acessando cachoeiras e belezas naturais. O turismo de negócios também é importante na região, movimentando pousadas, hotéis-fazenda, ginásios de esportes, estâncias, Centro de Convenções e Exposições.

O Projeto de Lei número 71/2017, de autoria de deputada Maria Victoria (PP), que Institui a Rota Turística do Rio Iguaçu no Estado do Paraná, foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e agora vai a sanção do governador Beto Richa (PSDB).

Trata-se de um documento muito importante para oficializar este roteiro, valorizando os municípios que fazem margem com o Rio Iguaçu, abrindo espaço para eventos, reuniões e ações turísticas das mais variadas. Cabe agora a cada prefeito identificar as melhores opções nos seus municípios, a fim de divulgar as alternativas de turismo na sua região, sempre com apoio da secretaria de Esporte e Turismo e principalmente da Paraná Turismo.

A bacia do Rio Iguaçu abrange os Estados do Paraná e Santa Catarina, além de áreas da província de Misiones, na Argentina. O início fica na divisa dos municípios de Curitiba e São José dos Pinhais, junto ao viaduto da BR-277 na junção dos rios Atuba e Iraí, de onde segue até o deságue no Rio Paraná, após as Cataratas do Iguaçu. O projeto contempla todos os 113 municípios paranaenses em torno do maior rio do Paraná.

 

O ecoturismo, como é conhecido o turismo sustentável, é o segmento que possibilita valorizar e preservar o patrimônio, viabilizando retornos econômicos, proporcionando uma educação ambiental, através da conscientização da importância da preservação do meio ambiente, atuando como instrumento de orientação, sensibilização e equilíbrio entre os desgastes causados pelo desenvolvimento econômico e a necessidade de preservar o meio ambiente. O conceito de desenvolvimento sustentável já se firmou o bastante para incorporar, com clareza e de forma indissolúvel as dimensões econômicas, ambientais e sociais das ações humanas e suas consequências sobre o planeta e os serem que o habitam. Nesse contexto, o ecoturismo utiliza de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca formação de uma consciência ambientalista, através da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar da população envolvida.

 

Os objetivos principais da Rota Turística do Rio Iguaçu são:

Estimular a visitação pública;

Contribuir com a preservação do patrimônio natural e dos recursos hídricos;

Promover a educação ambiental;

Desenvolver o ecoturismo e Gerar emprego e renda nas comunidades locais.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*