Programa Jogando Limpo apresenta resultados e traça novas ações


Programa visa a preservação ambiental e incentivo à reciclagem

em Região por

A Prefeitura de Bituruna realizou uma pesquisa referente ao Programa Jogando Limpo, afim de apresentar um diagnóstico sobre como está a participação popular na separação do lixo doméstico. Foram ouvidas cerca de 250 pessoas de seis regiões da cidade. As noves questões perguntavam se os entrevistados conheciam o Jogando Limpo, realizavam a separação em casa, sabiam a diferença do lixo úmido e lixo seco, conheciam os materiais do programa (sacolas e lixeiras personalizadas), se sabem o que acontece com o lixo após ser recolhido nas casas, além de um espaço para deixar sugestões.

O levantamento apontou que 92% sabem da importância da separação correta, 85% conhecem o Jogando Limpo e 86% realizam a separação em suas casas. O diretor de Meio Ambiente, Fábio Tulio Lima Cró, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, fala que Bituruna apresenta números próximos de outras cidades. “A participação está acompanhando números que se encaixam numa média geral das cidades, contudo, já traçamos novas ações para melhorar ainda mais o envolvimento da população com a preocupação ambiental”, destaca. O Jogando Limpo foi lançado em junho de 2017 e, entre outras ações, já instalou lixeiras em mais de 100 pontos da cidade, disponibiliza gratuitamente nas unidades de saúde sacolas para descarte do lixo úmido e promove com os alunos da rede municipal, constantemente, atividades voltadas à preservação ambiental.

Entre as novas ações que o Jogando Limpo vai promover está a reativação do Conselho de Meio Ambiente, um estudo sobre a ampliação da instalação de lixeiras na cidade, intensificar as atividades de educação ambiental envolvendo as associações de moradores e capacitar os agentes de saúde para orientar sobre a separação do lixo. “Percebemos que nas regiões pesquisadas as sugestões sobre muito parecidas, mas, com a capacitação dos agentes de saúde, eles vão ajudar o programa a identificar locais que precisam de mais atenção”, completa Fábio. O diagnóstico foi apresentado em reunião com o prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho, o vice-prefeito, Rodrigo Marcante e secretários municipais.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*