• presídio-ilustrativa.png

Presídio: votação do projeto para doação de terreno é adiada


Presídio de União da Vitória terá lotação entre 500 a 600 detentos

em Porto União e União da Vitória por

A votação do projeto para doação do terreno para construção de um presídio em União da Vitória foi adiada novamente. Agora, um abaixo-assinado com 2 mil assinaturas de moradores do Bairro Rio Vermelho que discordam da instalação do presídio na localidade levou vereadores a adiar a votação do projeto.

O Projeto de Lei nº 25/2017, que dispõe sobre a autorização para o Executivo proceder a doação de imóvel urbano ao Estado está tramitando pela Casa desde o dia 2 de junho. A doação, destina-se à construção de um estabelecimento prisional em União da Vitória, no Rio Vermelho, localidade denominada de Invernadinha. Área é de 50 mil m².

Investimento para a construção do presídio é oriundo do Fundo Penitenciário do Paraná, o qual provê recursos ao Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen), destina-se exclusivamente para a área de Segurança Pública. Como a verba estadual já está disponível e terreno já foi escolhido pela Prefeitura, resta apenas a votação por parte dos parlamentares para que projeto tenha continuidade.

Informação é que diante da possibilidade de edificação e instalação de uma Unidade Penitenciária com sede em União da Vitória, lotação seria de 500 a 600 vagas.

 

Reunião no Tribunal do Júri

O Judiciário, por meio do juiz de direito Emerson Spak, membro nato do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), fez um pedido para que a Câmara Municipal agilize a votação de doação do terreno. Pedido foi feito em reunião realizada na quinta-feira, 05, no Tribunal do Júri da Comarca de União da Vitória, às 19h. Vereadores discutiram Segurança Pública com juízes de direito, promotoria, polícia militar e civil, OAB,  Conseg, alguns lojistas, Executivo e moradores do bairro Rio Vermelho.

 

Votação adiada novamente

Após uma reunião de comissões da Câmara de Vereadores realizada na manhã desta segunda-feira, 9, vereadores optaram por adiar a votação do Projeto de Lei nº 25/2017, que entraria na pauta desta 31ª sessão ordinária. Conforme divulgamos na sexta-feira, 6.

Decisão se deu após a Associação de Moradores do bairro Rio Vermelho protocolar, na Câmara Municipal, um abaixo-assinado com 2.000 assinaturas, com a discordância sobre a instalação de Presídio na localidade. Um dos motivos, é de que o terreno escolhido na comunidade Invernadinha, é impróprio, devido a um antigo lixão existente na região.

Comissão de Saúde da Casa vai pedir esclarecimentos por parte da Secretaria de Meio Ambiente, junto do IAP, antes de doação ser votada.

Última publicação de Porto União e União da Vitória

Vá para o Topo