Coluna Jaime Folle

Por que os jovens estão endividados?


em Jaime Folle por

Há alguns anos, nossa equipe vem pesquisando e aplicando treinamentos de controle financeiro junto aos funcionários das empresas, principalmente os mais jovens. A questão inicial do endividamento dos jovens é a falta de cultura financeira. Primeiro, as crianças não têm educação financeira, nem nas famílias e muito menos nas escolas, pois a grande maioria dos professores também não sabe controlar suas próprias finanças. Temos aulas de tudo: português, história, geografia, matemática etc., mas não se tem aula de educação financeira e isso implica em um desconhecimento total dos jovens sobre finanças.

De acordo com uma pesquisa da Tele cheque, muitos jovens já estão endividados desde o primeiro emprego e usando inadequadamente os cartões de créditos que conseguem com facilidade em todas as lojas e bancos.

Como existe um fator psicológico de que quem faz compras com o cartão não enxerga o dinheiro, isso dá uma incrível sensação de ganho e facilita o consumismo desenfreado. A pesquisa também apontou que entre os consumidores até 25 anos, o índice de inadimplência é de 16,92 %, e 75% estão devendo além da sua capacidade de ganho.  Isso quer dizer que, mal estão iniciando suas atividades profissionais e já estão endividados por conta da facilidade das armadilhas do crédito fácil.

O problema crucial é que os pais também não têm bons controles sobre suas finanças. Nossa Equipe fez um treinamento há poucos meses para funcionários de uma grande empresa, e observamos que 63% dos funcionários, neste caso mais velhos, acima de 30 anos, também se encontravam com suas finanças comprometidas, pois nem eles tinham noção de quanto gastavam, efetivamente acima do ganho real. Os gastos, na maioria dos casos, não estavam relacionados as necessidades básicas: alimentação, vestuário, aluguel; os grandes gastos estavam em trocas de aparelhos eletrônicos, tipo TV, celulares, computadores, além de conseguir facilmente comprar motos e carros com financiamentos absurdos de até 70 meses. Acaba o carro e não acabam as prestações.

Pensemos nisso durante esta semana.

Até a próxima semana.

Última publicação de Jaime Folle

Vá para o Topo