Piscicultura e agronegócios são temas da 10ª Sessão Ordinária da Câmara


em Porto União e União da Vitória por

A 10ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Porto União, realizada nesta terça-feira, 17, comandada pelo seu presidente, Christian Martins (MDB), teve vários assuntos discutidos, entre projetos de lei e indicações.

Piscicultura e agronegócios foram os temas mais citados pelos vereadores nesta sessão, levantados pelos vereadores Sandro Calikoski (MDB) e Carlos R. Pinto (PR) – Polaco do Bifão –  respectivamente, que foram aparteados pelos demais vereadores.

Calikoski informou que recebeu a informação sobre a questão de pesca de lambari, que desova o ano inteiro segundo um estudo da Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), o que ajudaria as pousadas e pesqueiro da região, que nos meses de mais movimentos desses locais, no verão, não se pode realizar a pesca de lambari. Com isso a proibição de pescas de lambaria nessa época, poderia ser revertida.

Já o vereador Polaco cobrou uma mudança no corredor sanitário na nossa região que faz a divisa do Paraná e Santa Catarina, o que dificulta a passagem de caminhões frigoríficos no transporte de carne entre as cidades da região do sul do Paraná e Planalto Norte de Santa Catarina. Segundo ele, o trajeto pode aumentar em até 180 quilômetros, dificultando o desenvolvimento econômico de União da Vitória e Porto União nesse setor. O presidente do Legislativo quer constituir uma comissão para que esse assunto seja tratado diretamente com o governo nas próximas semanas.

O vereador Luiz Alberto Pasqualin (PP), criticou os altos impostos e taxas cobradas no País e a não correção do Imposto de Renda.  O vereador Miguel Chokailo Neto (PSD) parabenizou a operação realizada semana passada pelas policiais civil e militar, contra o tráfico de drogas em Porto União