Anúncio São Camilo 1075x140px
  • 22549038_841291566039344_1960135731047022002_o.jpg

Grupo de voluntários desenvolve ações em Irineópolis


Programa Cidade Limpa e Solidária contribuído com a emancipação social de cidadãos

em Estado SC por

Desde 2014 um time de voluntários tem deixado Irineópolis ainda mais bonita, preservando espaços públicos para uma boa apresentação da cidade e bem estar da população. Mais que promover o embelezamento do município, o programa Cidade Limpa e Solidária também tem contribuído com a emancipação social de cidadãos que, depois do programa, tiveram oportunidade de retornar ao mercado de trabalho. Depois de três anos de bons resultados, o Cidade Limpa e Solidária será ampliado para poder contemplar mais famílias.

Durante encontro realizado na tarde desta quinta-feira, 19, no Centro de Uso Múltiplo, o prefeito Juliano Pozzi Pereira, falou sobre a importância do programa. “Ao longo destes três anos tem aparecido outras oportunidades aos que participam. A partir do momento que passaram a demonstrar como desempenhavam as atividades com vontade e dedicação, foram convidados para trabalhar em outros lugares, conseguindo mais renda para suas famílias. É uma satisfação saber que o programa proporciona essa melhoria na vida das pessoas. Isso nos realiza”, destacou o prefeito que também agradeceu as equipes por cuidarem do embelezamento e limpeza dos espaços públicos.

A seleção dos participantes do programa é feita com base em relatório socioeconômico e acompanhamento da equipe do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Depois de aderir ao Cidade Limpa e Solidária, os voluntários são divididos em equipes de trabalho que atuam uma vez por semana em pontos diversos do município. Em retribuição às atividades prestadas, a prefeitura concede uma cesta de alimentos mensalmente para cada participante.

A reunião no Centro de Uso Múltiplo foi conduzida pelas coordenadoras do programa, a assistente social do Cras, Rosana Pereira e a engenheira agrônoma Ana Paula Kozowski , que juntamente com a psicóloga do Cras, Juliana Portes, explicaram os objetivos e a metodologia das atividades do Cidade Limpa e Solidária. Durante o encontro também foi apresentado o coordenador da nova equipe, Silvio Cieslak, que deve iniciar em novembro.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo