Câmara mantém sessão extraordinária em aberto até sexta-feira


em Porto União e União da Vitória por

Na noite de terça-feira, 17, foi realizada a 22ª Sessão Ordinária da Câmara de vereadores de Porto União comandada pelo seu presidente Christian Martins. Sessão esta que foi especifica para a apreciação e votação das contas do executivo referente ao ano de 2016, do então Prefeito Anízio de Souza. Com parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, as contas foram aprovadas por unanimidade pelos vereadores.

Mas o assunto mais debatido foi a questão do Hospital São Braz, de Porto União, que anunciou nesta semana a paralisação do atendimento pelo SUS do sistema porta aberta. Todos os vereadores se manifestaram em relação ao caso e pediram várias informações do hospital em relação a transparência das contas.

Logo após o término da Sessão Ordinária, Martins deu início a 5ª Sessão Extraordinária de 2018, onde haviam alguns projetos para apreciação e votação.

O Projeto de Lei nº 033/18, enviado pelo executivo municipal que altera a Lei Municipal nº 3.176, de 07 de junho de 2006, que disciplina Áreas de Estacionamento Rotativo e dá outras providências, causou polêmica. O projeto em seu texto, alteraria o contrato vigente após a sua aprovação e publicação, o que poderia quebrar o contrato vigente com a empresa vencedora da licitação.

Com isso, os vereadores decidiram deixar a sessão em aberto até a sexta-feira, 20, para que seja esclarecida juridicamente essa questão com o executivo, autor do projeto.  A volta de sessão será convocada pelo Presidente, assim que sanada as dúvidas.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*