Reflexões na Coluna Primeiro Plano

Validade


em Primeiro Plano por

Ontem vi uma publicação em um grupo de Whatsapp que dizia que em Santa Catarina, de 16 deputados federais, apenas um deles, tinha menos de 10 anos ocupando o cargo. Isto é dos 16, 15 já estão no terceiro mandato ou mais. E a própria publicação peguntava se não era hora de haver renovação nestes nomes.
Daí me fiz a pergunta, como separar o joio do trigo? Como dizer que todos estes deputados são ruins? De repente um deputado ruim para nós do planalto norte não é tão ruim como para o pessoal do sul do estado e vice-versa. Como podemos avaliar a produtividade destes deputados? Por projetos apresentados, recursos liberados, idéias defendidas, comportamento, comprometimento. E com tudo isso poderíamos comparar um candidato com outro.
Mas e os novos nomes? Como saberemos que eles não se tornarão os velhos políticos, se perpetuando no poder para garantia as benesses que o cargo oferece. Qual é o comprometimento, comportamento, projetos, idéias que eles apresentam? Prestem atenção que nem sempre um novo candidato tem o que oferecer. Não se iludam, trocar seis por meia-dúzia não irá resolver nossos problemas. Temos que trocar seis por 12…

ALGUÉM ME EXPLIQUE
Podem pensar o que quiser, mas alguém consegue explicar porque o trecho da BR-153 entre União da Vitória e General Carneiro é tão perigoso? Se compararmos com o trecho com a BR-476 vemos algumas semelhanças de traçado e nem por isso acontecem tantas tragédias na BR-476.
Excesso de velocidade, falha de aderência do asfalto, excesso de trânsito, ‘acidentes causados’, não sei, mas é claro que a BR-153 na nossa região se tornou perigosa demais, com muitas mortes.
É quase como se aquela senhora da foice fizesse plantão ali.

Última publicação de Primeiro Plano

Vá para o Topo