Teste Seletivo


em Primeiro Plano por

Um teste seletivo para contratação de professores temporários no município de Porto União está criando polêmica entre os participantes do teste.
Primeiro as reclamações começaram com o não cumprimento de alguns prazos de publicação dos resultados, depois as reclamações continuaram com questões da prova que geraram dúvidas e não foram invalidadas mesmo apresentando problemas, terceiro e talvez o mais grave, documentos de comprovações de título e experiência simplesmente foram desconsiderados na soma do total das notas…
Um grupo de professores já procurou o Ministério Público Estadual para buscar o cancelamento do Teste Seletivo e uma reunião foi marcada para a semana que vem com o promotor.
Mesmo com tantos indícios de falha na aplicação e julgamento dos testes pela empresa contratada, a prefeitura de Porto União ainda não se manifestou de maneira adequada para que a questão seja resolvida o quanto antes.
Vale lembrar que este teste seletivo prevê a contratação de professores para a educação básica do município e se o andar da carruagem continuar da forma que está, pode ser que muito alunos da rede municipal não tenham professores, considerando que o grupo de professores que foi prejudicado pelas falhas do teste seletivo já afirmou que irá buscar na justiça um meio de cancelar o teste e barrar a contratação dos candidatos selecionados.
No início de fevereiro as aulas começam, duvido muito que a prefeitura consiga resolver esta questão antes desta data.
O detalhe é que os problemas no teste seletivo estão sendo denunciados pelos professores desde o final de dezembro, mas como a prefeitura estava em recesso, nada foi resolvido.
Eu acho que questões assim não poderiam ser adiadas por um recesso.