Terceira parcela do imposto do IPVA no Paraná vence nesta semana


Data de vencimento da terceira cota do tributo varia conforme final da placa do veículo registrado

em Estado PR por

A terceira parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) vence entre segunda-feira, 19, e sexta-feira, 23. A data varia conforme o final da placa do veículo.

A Secretaria da Fazenda do Estado do Paraná afirma já ter enviado a guia de pagamento da terceira cota do tributo para a casa dos proprietários de veículos registrados no estado.

O boleto pode ser pago em qualquer instituição bancária. O atraso no pagamento gera uma multa de 10%, além dos juros diários.

Os motoristas que ainda não pagaram as duas parcelas anteriores podem emitir uma nova guia de recolhimento com o valor atualizado no site da Secretaria da Fazenda.

Para isso, basta usar o número do Registro Nacional de Veículo (Renavam) do veículo e escolher a nova data de quitação.

O pagamento também pode ser feito usando o número do Renavam nos bancos credenciados – Banco do Brasil, Bancoob, Bradesco, Itaú, Rendimento e Sicredi.

Outra opção, restrita aos bancos conveniados, é a Guia de Recolhimento do Estado do Paraná (GR-PR), que também está disponível no site da Secretaria da Fazenda.

 

Sanções pela falta de pagamento

Quem não estiver em dia com o recolhimento do IPVA, pode sofrer sanções, como a inscrição no Cadastro Informativo Estadual, além de ser impedido de receber créditos e prêmios do Programa Nota Paraná.

A pendência também impede que os proprietários recebam o Certificado de Registro de Licenciamento Veicular (CRLV), emitido pelo Detran-PR.

Nesse caso, o veículo fica proibido de circular em vias públicas sob a pena de retenção e multa por parte das autoridades de trânsito. Além disso, sem o pagamento do imposto, o proprietário fica impedido de comercializar o veículo, impossibilitando sua transferência.

 

IPVA

O IPVA é um imposto de competência estadual. A arrecadação é dividida entre o Estado (50%) e o município de registro do veículo (50%). No Estado, conforme o governo estadual, os recursos são aplicados prioritariamente nas áreas de educação, saúde e segurança pública.

Vá para o Topo