Coluna Jaime Folle

Solidão e Saudade


em Jaime Folle por

“Tem gente que vive como se nunca fosse morrer e tem gente que morreu como se nunca tivessem vivido”. Quando jovens achamos que temos respostas para tudo e queremos transformar o mundo de acordo com o nosso modo de ver as coisas. Porém a vida passa de pressa, e muitos agarrados ao mundo esquecem de viver melhor o seu momento futuro.

As vezes nos pegamos perguntando. Por que não fiz mais em minha vida? Por que não ajudei mais os outros? Por que não cuidei melhor a minha saúde? Por que não participei mais com meus filhos e minha família? Por que me agarrei demais ao materialismo esquecendo o espiritual?

Estas perguntas levam ao envelhecimento com cheiro de abandono porque no final da nossa vida o que sobra é a família e alguns poucos amigos. E isso tudo não é por falta de aviso porque tem muitas passagens nas escrituras e outros livros relacionados que alertam sobre os cuidados presentes para a paz no futuro. Depois que os anos passam é que a reflexão vem, a angústia na tormenta em reflexões do porque não levei a sério os avisos que tive lá atrás?

Deus nos deixou o livre arbítrio, ou seja, a liberdade para escolher o nosso futuro e evitar a solidão do final dos dias, isso tudo depende da forma como você construiu a sua vida até aqui. Pois a pior coisa para um ser humano é chegar no fim de seus dias na solidão de seus pensamentos.

A solidão e a saudade nos remetem há uma confusão mental, onde confundimos um ao outro. “Solidão não é a falta de pessoas para conversar, brincar, namorar, ou lamentar a perda de alguém etc… Isso tudo é apenas saudade! ” A solidão é muito mais forte, ela nos remete ao cúmulo do desespero. “A solidão, é quando nós perdemos de nós mesmos! ”

Muitos que já deixaram este mundo ao final de suas vidas proferiram esta frase com muita melancolia: “Se eu pudesse voltar atrás, faria tudo diferente”. Trocariam tudo o que acumularam de materialismo na vida para ter um pouco de paz, esperança de um final feliz ou prolongar um pouco mais a sua vida, sem dor, sem solidão, sem saudades.

Será que se pudessem voltar no tempo realmente fariam tudo diferente? Pensemos nisso durante esta semana.

Até a próxima.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Última publicação de Jaime Folle

Vá para o Topo