Richa diz que deixa o governo agradecido, honrado e orgulhoso


Ao transmitir o cargo para a vice-governadora Cida Borghetti, Richa disse que deixa o Estado numa situação muito melhor do que recebeu

em Estado PR por

O governador Beto Richa afirmou nesta sexta-feira, 06, que deixa o Governo do Estado com sensações de gratidão, honra e orgulho. Ao transmitir o cargo para a vice-governadora Cida Borghetti, no Palácio Iguaçu, Richa disse ter convicção de que sua administração contribui para melhorar a vida de todos os paranaenses.

“No discurso de posse, eu disse que queria ser governador porque tinha orgulho do que o Paraná era e ainda seria. Hoje, esse orgulho é muito maior. O Paraná que entrego hoje nas mãos da governadora Cida Borghetti é um Estado muitíssimo melhor do que aquele que recebi”, afirmou Richa.

Segundo ele, o Estado “está mais preparado para dar respostas aos anseios dos paranaenses por mais desenvolvimento econômico, justiça social e respeito ao meio ambiente”. “A história que construímos juntos produziu transformações importantes e nos legou novas perspectivas, renovou a nossa crença de que é possível fazer bem feito”.

Ao fazer um balanço do mandato, Richa disse que todos os municípios paranaenses receberam apoio do Governo do Estado durante sua administração, destacando que foi o único governante que esteve nas 399 cidades paranaenses no exercício do mandato.

“Não há um só canto, uma só cidade, um só rincão do Paraná que tenha sido esquecido”, declarou. “Todos foram tratados com respeito e atenção. Com dedicação e consideração. Com obras e programas sociais”.

Richa também ressaltou que o esforço para o equilíbrio das contas públicas, que além de restabelecer a capacidade investimentos do Estado, fez com que o Paraná gastasse menos com a máquina pública. INVESTIMENTOS – “Essa conquista é de todos nós e precisa ser preservada”, sustentou ele. “O resultado é que temos uma taxa de investimentos que chega a 10,5% das receitas próprias. O Paraná de hoje é um canteiro de obras”.

Outro tema destacado foi o programa Paraná Competitivo, que atraiu R$ 45 bilhões em investimentos produtivos e gerou 450 mil oportunidades de empregos, diretos e indiretos. “Se antes não havia ambiente para o investimento da iniciativa privada, nós invertemos essa lógica. Fizemos uma sólida parceria com os empreendedores que acreditam no trabalho, na força transformadora das boas ideias e na responsabilidade social que todos temos”, disse.

“Na educação, avançamos com a valorização dos professores e profissionais que atuam na área”, disse. Na saúde, citou a implantação do resgate aéreo, a redução das taxas de mortalidade materna e infantil, 70 mil cirurgias gratuitas e o aumento no número de transplantes de órgãos.

Richa também ressaltou a redução da taxa de homicídios, que caiu de 30 para 22 mortes a cada 100 mil habitantes. “Precisamos continuar avançando e para isso contratamos mais de 11 mil policiais e compramos mais de 3 mil viaturas novas”.

Na infraestrutura, reafirmou o empenho para construir soluções logísticas que melhorem a competitividade dos produtos paranaenses, com investimentos em estradas e nos portos.

 

REDUÇÃO DA POBREZA – Na área social, salientou que o Programa Família Paranaense atende a mais de 300 mil famílias e a taxa de extrema pobreza do Estado foi reduzida em 57%. Na habitação, sustentou a importância da construção de 80 mil casas e entrega de 25 mil títulos de propriedade.

Richa também fez um agradecimento especial à base parlamentar na Assembleia Legislativa, “que nunca nos faltou nos momentos mais cruciais, mais decisivos”. “Faço aqui, mais uma vez, um reconhecimento público ao apoio que tivemos dos nossos deputados”, disse.

“À vice-governadora Cida Borghetti, que agora assume o cargo de governadora, o meu agradecimento especial pela lealdade, participação e disposição para o trabalho que demonstrou em todos os instantes deste segundo mandato, estando ao nosso lado em todos os momentos”, expressou.

Richa também dedicou agradecimento especial aos familiares, equipe de governo e servidores, e declarou que cumpriu o mandado baseado em princípios de respeito, ética, verdade e legalidade. “Saio de cabeça erguida, com a certeza do dever cumprido e feliz por ter promovido o bem-estar e o progresso dos paranaenses”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*