• jornais18.07.17.jpg

Manchetes: violência nas capitais, denúncias no governo e empregos no setor agrícola


Confira as notícias dos principais jornais do país desta terça-feira

em Nacional por

Confira nas manchetes dos principais jornais do país desta terça-feira, 18: violência nas capitais, denúncias no governo e empregos no setor agrícola.

Notícias dos jornais O Globo, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo

 

O Globo

Manchete: Travessia de alto risco

Fechada duas vezes no domingo por causa de tiroteios, a Linha Vermelha já teve de ser interditada 14 vezes este ano devido à troca de tiros junto às pistas, segundo a CET-Rio. Levantamento de aplicativo mostra que houve pelo menos um evento de risco, como tiroteios e arrastões, a cada cinco dias. Sem poder de reação, o batalhão de vias especiais sofreu redução de 200 policiais desde janeiro. Ao substituir Pezão, de licença médica, Dornelles disse que a situação da segurança está “calamitosa”.

Eletrobras pode vender 14 usinas

Aprovada a reforma do setor elétrico, a Eletrobras avalia vender 14 hidrelétricas das subsidiárias Chesf, Furnas e Eletronorte, informa MANOEL VENTURA. Boa para o caixa da estatal, a privatização pode elevar as contas de luz, admite o próprio governo.

País criou 67 mil vagas até junho

Pela primeira vez desde 2014, o Brasil criou empregos formais no primeiro semestre, com a abertura de 67.358 vagas. O resultado foi impulsionado pela agricultura. 

 

O Estado de S. Paulo

Manchete: Deputados querem ‘distritão’ para garantir novo mandato

Deputados de PMDB, PSDB e ao menos oito partidos do Centrão fizeram acordo para incluir na proposta de reforma política – a ser analisada em agosto na Câmara – artigo que cria o “distritão”. Pelo sistema, seriam eleitos os candidatos mais votados em cada Estado. Hoje, isso não basta. No sistema proporcional, soma-se o número de votos de todos os candidatos e na legenda e, a partir daí, define-se quantos assentos o partido terá direito – daí a importância dos candidatos que “puxam” votos. O “distritão” é visto pelos atuais deputados como forma de tentar assegurar a própria reeleição. A ideia é apresentar a proposta de emenda durante as discussões do texto do relator da reforma política, Vicente Cândido (PT-SP). Como o petista sugere um sistema “transitório” para as eleições de 2018, os parlamentares articulam o “distritão” como sistema permanente.

Governo deve suspender liberação de R$ 4 bilhões

A equipe econômica praticamente descartou a possibilidade de liberar R$ 4 bilhões, até o final do mês, para atender os órgãos com maior dificuldade em prestar os serviços públicos. A arrecadação prevista deve ficar abaixo do esperado com as mudanças feitas, na Câmara, na MP do Refis e a baixa adesão à segunda fase do programa de repatriação de recursos no exterior.

País cria 67 mil vagas de trabalho no 1º semestre

Dados do Ministério do Trabalho mostram que, impulsionado pelo setor agropecuário, o País fechou o primeiro semestre com geração de 67,4 mil postos de trabalho com carteira assinada. Foi o melhor resultado desde a primeira metade de 2014.

Oposição marca greve geral contra Maduro (Internacional / Pág. A9)

 

Folha de S. Paulo

Manchete : Janot diz não ter pressa em nova denúncia contra Temer

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse não ter pressa para apresentar nova denúncia contra o presidente Michel Temer. “Se alguma investigação estiver madura até 15 de setembro [último dia útil do procurador no cargo], ofereço a denúncia”, afirmou. Em evento nos EUA, Janot disse que aceitaria “com a maior naturalidade” eventual rejeição pela Câmara da abertura de investigação contra Temer com base em denúncia por corrupção passiva apresentada por ele. A votação sobre o tema foi marcada para 2 de agosto. Janot disse ter pensado que fosse mentira quando recebeu os primeiros relatos de corrupção da JBS que envolviam o presidente. O Planalto atua para evitar uma dissidência expressiva na base governista, inclusive no próprio PMDB, na votação da denúncia. O comando do partido de Temer calcula que ao menos oito deputados — mais de 10% dos 63 integrantes da bancada— podem ficar contra o presidente.

Agricultura salva emprego formal no 1° semestre 

Graças à agricultura, responsável por 117 mil vagas, o Brasil fechou o primeiro semestre com geração de 67,3 mil postos de trabalho com carteira assinada, entre contratações e demissões — melhor resultado desde 2014. Em junho, com a criação de 9.800 vagas, pelo terceiro mês seguido o emprego formal cresceu. O número, porém, ficou abaixo do esperado pelo mercado.

Mercado aposta em queda maior da taxa de juros

A lenta recuperação econômica, a inflação baixa e o impacto da crise política menor que o previsto ampliam a expectativa do mercado de que a taxa básica de juros caia em intensidade maior. Pesquisa do BC com mais de cem analistas aponta que a Selic, hoje em 10,25%, será de 8% em dezembro — até a eclosão do caso JBS, a projeção era de 8,5%. 

Vá para o Topo