• jornais-220717.jpg

Manchetes: preço da gasolina sobe para até R$ 4,44


Confira as manchetes dos principais jornais do país deste sábado

em Nacional por

Confira nas manchetes dos principais jornais do país deste sábado, 22: preço da gasolina sobe para até R$ 4,44

Notícias dos jornais O Globo, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo

 

O Globo

Manchete: Maia diz que Rio já não pode esperar mais por segurança

Diante da demora do governo federal para ajudar o Rio a conter a escalada da violência, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou ontem que a União “não pode esperar um descontrole absoluto” para tomar medidas efetivas. “O Rio não pode esperar dias, talvez não possa esperar horas pelo apoio, pela participação do governo federal”, disse ele. Após as críticas à falta de resultados da reunião do presidente Temer com seis ministros e o governador Pezão, realizada anteontem, o Palácio do Planalto divulgou ontem que o socorro virá rapidamente. Também para tentar contornar a repercussão negativa, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou que usará tropas das Forças Armadas no estado, mas não informou qual o contingente que será mobilizado nem quando as tropas chegarão.

Postos não perdem tempo, e gasolina sobe para até R$ 4,44

Postos do Rio, e de todo o país, reajustaram rapidamente os combustíveis após a alta do PIS/ Cofins. Ontem de manhã, o litro da gasolina custava até R$ 4,44 na Zona Sul. O aumento chegou a 9% na Zona Norte. Impostos já são 51% do preço nas bombas cariocas.

Saldo externo é o maior em 10 anos

Favorecido pelas exportações, o saldo das operações de comércio e serviços do Brasil com o exterior foi positivo no semestre (US$ 715 milhões) pela 1ª vez desde 2007.

 

O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo não vê necessidade de mais tributos ‘no momento’

Após elevar alíquotas de PIS/Cofins sobre combustíveis para cobrir o rombo no Orçamento, o governo avalia que nova alta de tributos está afastada “neste momento”. Os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento) não descartaram novas altas de impostos no futuro para que o governo cumpra a meta fiscal de déficit de R$ 139 bilhões. Antes de decidir sobre o aumento feito por decreto, outras opções que estavam em discussão envolviam IOF sobre câmbio ou operação de crédito e a Cide sobre combustíveis. Na Argentina, o presidente Michel Temer afirmou não haver previsão agora de mais aumento de tributos, mas ressaltou que a situação segue sendo monitorada. “Estamos atentos, a equipe econômica está atenta a isso apenas para esse aumento. Não sei se haverá necessidade ou não, mas naturalmente haverá diálogo e observações sobre isso”, disse.

Esquerda do Brasil defende ampliação de poder de Maduro

No momento em que a Venezuela vive escalada de violência política que já deixou mais de cem mortos desde abril, PT, PCdoB e PDT intensificaram o discurso em defesa do regime de Nicolás Maduro. Na quarta-feira, o PT e o PCdoB subscreveram resolução final do 23.º Encontro do Foro de São Paulo que defende a elaboração de uma Constituição que amplie os poderes do presidente venezuelano.

PF vai retomar emissão de passaportes

A Polícia Federal recebeu crédito suplementar de R$ 102,3 milhões e vai retomar a produção de passaportes o “mais breve possível”, e por ordem cronológica dos pedidos. Cerca de 175 mil solicitações estão pendentes desde que o serviço foi paralisado.

 

Folha de S. Paulo

Manchete : Impasse político reduz receitas em ao menos R$ 6,1 bi

A crise política levou o governo a reduzir suas receitas em pelo menos R$ 6,1 bilhões. O resultado reflete a dificuldade do presidente Michel Temer em aprovar no Congresso medidas importantes para a economia. O valor já supera o bloqueio orçamentário adicional anunciado na quinta (20), de R$ 5,9 bilhões, que aumentou o risco de colapso em serviços públicos. No programa de desoneração da folha de pagamento, por exemplo, os congressistas mantiveram mais empresas do que o governo queria, gerando frustração de receitas de R$ 3,9 bilhões. Outro revês foi a concessão de condições mais vantajosas para concessionárias de aeroportos. Com isso, a gestão do peemedebista deixou de contar com R$ 2,2 bilhões neste momento. O Refis, programa de regularização tributária, pode render atê R$ 14 bilhões, mas enfrenta resistência do Congresso. O governo, então, decidiu aumentar tributos sobre combustíveis para arrecadar R$ 10,4 bilhões. Postos já elevaram preços nesta sexta (21). Se houver repasse integral das novas alíquotas de PIS/Cofins, a gasolina terá sua maior alta em 13 anos.

Para PF, Sarney, Renan e Jucá não obstruíram Justiça

Delegada concluiu não haver prova de crime de obstrução da Justiça em inquérito que investiga os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá e o ex-presidente José Sarney, do PMDB, a partir da delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. A PGR avaliará o relatório. 

Vá para o Topo