• jornais01.09.17.png

Manchetes: Desemprego no país cai para 12,8%


Confira as manchetes dos principais jornais do país desta sexta-feira

em Nacional por

Confira as manchetes dos principais jornais do país desta sexta-feira, 01: Desemprego no país cai para 12,8%.

Notícias dos jornais O Globo, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo.

O Globo

Manchete: Joesley pagou por silêncio, afirma operador do PMDB
Dono da JBS entrega à PGR mais áudios e dados da delação que envolve o presidente; Lava-Jato estuda pedir ao Supremo, ao apresentar a segunda denúncia, o fim do sigilo sobre a colaboração do doleiro. O doleiro Lúcio Bolonha Funaro, operador financeiro do PMDB que fechou acordo de delação premiada, confirmou ter recebido dinheiro de Joesley Batista, dono da JBS, para permanecer em silêncio e não revelar o que sabe do esquema de corrupção. A informação deverá ser usada pelo procurador- geral da República, Rodrigo Janot, para reforçar a nova denúncia que será apresentada ao STF contra o presidente Temer. Joesley entregou à PGR novos áudios e documentos da delação.

Turismo no Rio terá campanha
O presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, anunciou ontem, durante o seminário “Reage, Rio!”, que o estado será o foco da divulgação internacional do turismo brasileiro. A campanha deve fazer com que a arrecadação com o turismo fluminense passe de R$ 11,2 bilhões para R$ 45 bilhões anuais, disse. O empresário Roberto Medina defendeu um calendário com 150 eventos. No último dia do “Reage, Rio!“ também foram debatidas políticas públicas e ética. 

Desemprego cai para 12,8%
Por causa do aumento de vagas de trabalho informal, a taxa de desemprego caiu a 12,8% no trimestre encerrado em julho. Analistas preveem recuo para 12% no fim do ano.

O Estado de S. Paulo

Manchete: Frustração de receita atinge R$ 38,5 bi e põe em risco meta fiscal
A frustração de receitas previstas pelo governo torna mais difícil e pode pôr em risco o cumprimento da meta fiscal do ano. De janeiro a julho foram arrecadados R$ 38,5 bilhões a menos de impostos e contribuições federais em relação ao programado no Orçamento, segundo dados do Tesouro. Nos cálculos para chegar à nova meta fiscal, que prevê déficit de R$ 159 bilhões em 2017 – valor que ainda depende de aprovação no Congresso –, o governo estimou frustração de receitas de R$ 50 bilhões para o ano inteiro. Ou seja, 80% do total já se confirmou até julho. Com as dificuldades em conseguir apoio no Congresso para aprovação de medidas de contenção de gastos e aumento de receitas, esse desempenho ruim sinaliza que a nova meta já está muito apertada. O TCU alerta que, mesmo que seja aprovada, o risco de descumprimento permanece.

Governo recua e abre debate sobre extinção de reserva
O governo suspendeu ontem a permissão para atividades de mineração na Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), localizada entre o Pará e o Amapá, na Amazônia. Agora, o tema será aberto para debate com a sociedade por 120 dias. A medida, porém, não revoga o decreto que extingue a área de proteção, alvo de protestos de entidades ambientais.

Universidades particulares perdem alunos
Faculdades privadas tinham 6,05 milhões de alunos no ano passado, 16,5 mil menos do que em 2015. É a primeira queda em 25 anos, segundo o Censo da Educação Superior 2016. Governo e especialistas atribuem redução à crise e às mudanças no Fies.

Folha de S. Paulo

Manchete : Joesley leva à Procuradoria novos áudios com políticos 
O empresário Joesley Batista, da JBS, entregou novos áudios de conversas que teve com políticos para a Procuradoria-Geral da República, informa Mônica Bergamo. Ele tinha atê ontem para complementar seu acordo de delação, com provas que confirmem os depoimentos. O prazo pode ser prorrogado pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. Para evitar ser acusado de omissão, Joesley decidiu revisar todas as conversas gravadas, arquivadas em seu computador, e encaminhar à Procuradoria qualquer diálogo que possa indicar crime. De posse do aparelho usado por Joesley para gravar conversa com Michel Temer, a Polícia Federal passou a recuperar diálogos apagados, que também estariam no computador do empresário.
Além da ação de Joesley, delatores da JBS entregaram novas planilhas com detalhes de supostas propinas para 1.081 políticos, por meio de caixa um e de caixa dois. Os alvos das denúncias explorarão o fato de só agora, mais de três meses após a eclosão do escândalo, terem sido apresentadas gravações feitas antes do acordo de delação, relata o Painel.

Sigilo deve atrasar a nova denúncia contra o presidente
O envio à Câmara da segunda denúncia contra Michel Temer, a ser feita pelo procurador-geral, Rodrigo Janot, deverá atrasar porque o STF tende a discutir a retirada ou não do sigilo de informações do processo.

Justiça barra voto de família Batista em reunião da JBS
A Justiça Federal de São Paulo concedeu liminar que impede representantes dos irmãos Batista, donos da JBS, de votar na assembleia da empresa marcada para hoje. Caixa e BNDESPar, acionistas minoritários, defendem o afastamento de Wesley Batista da presidência.

Vá para o Topo