Coluna Jaime Folle

A Justicialização no Brasil


em Jaime Folle por

Não é do meu perfil dissertar sobre temas desta natureza. Porém, não pude me furtar em escrever sobre a justicialização no Brasil, pois suponho que não há um setor da vida nacional em que a justiça não esteja colocando suas leis e suas normas.

Pois bem, comecemos pela família que vive sob as regras de como educar. Um pai e uma mãe não podem nem mais alterar a voz com o filho que em seguida bate a justiça na porta dizendo o que se deve e o que não deve ser feito. Ora! Se os pais não têm mais a autoridade e o poder de educar um filho com algumas regras, como vai ser a sociedade do amanhã?

Nas escolas, professores não têm mais autoridade nenhuma com os alunos. Basta qualquer gesto de evidência no uso de sua autoridade como educador que logo vem a promotoria para dentro da sala de aula. Quem sempre acaba sendo o errado é o desgraçado do professor que abusou dessa autoridade.

Na política

Na política, não precisamos nem comentar. Os próprios meios de comunicação estão mostrando que é a justiça e seus tribunais que estão praticamente mandando no país. Eu me pergunto: para que fazer eleições? Coloquem lá de uma vez o presidente do Supremo Tribunal Federal! Pois se elegermos um presidente, seis meses depois, a justiça já está atuando para que este seja retirado.

Os pobres empresários que ainda sobrevivem, mas que já estão respirando por aparelhos, não aguentam mais. Sofrem com severas punições, além de um fisco faminto amparado em leis severas, fazendo com que a massa trabalhadora não consiga mais fazer a economia andar neste país.

Sem falar da imprensa (falo da imprensa de grande porte). Tendenciosa e manipuladora, com interesses próprios, tentando fazer a grande nação seguir seus domínios através da mídia nacional. É tão vergonhoso que, até pouco tempo atrás, um lado era o culpado de tudo. Agora, mudou para o outro. Isso deixa a impressão de que não existe mais ninguém correto nesse país.

E em meio a toda esta “burocracia”, estamos nós, povo brasileiro, ouvindo, vendo, culpando este, depois culpando aquele, todo mundo é culpado. Aí, eu te faço esta pergunta: E você, que tem poder para mudar tudo isso, será que na próxima eleição seu voto não vai ser também negociado em troca de favores?

Se queres ajudar a acabar com a justicialização no Brasil, pense conscientemente e vote em quem merece ser eleito. Não sejas mais um corrupto vendendo-se por migalhas. Afinal, você é um cidadão brasileiro e se queres dar exemplo de dignidade, comece mudando sua forma de votar.

Até a próxima!

Última publicação de Jaime Folle

Vá para o Topo