Irati tem unidade de Hospital Erasto Gaertner


A inauguração aconteceu nesta sexta-feira, com a presença do governador Beto Richa

em Estado SC por

O governador Beto Richa participou na sexta-feira, 27, da inauguração de uma unidade do Hospital Erasto Gaertner em Irati, e confirmou o repasse de R$ 200 mil por mês do Governo do Estado para a manutenção do serviço.

O ambulatório é a primeira unidade do Erasto fora da capital. “É uma conquista para toda a região. Essa unidade prestará um serviço de qualidade na área de atendimento e tratamento oncológico”, disse Richa. Ele frisou que o ambulatório vai propiciar mais conforto aos pacientes, na medida que evita deslocamentos constantes a Curitiba.

Richa ressaltou que o Hospital Erasto Gaertner é uma referência no tratamento de câncer e mantém várias parcerias com o governo estadual. “O Estado é parceiro do Erasto Gaertner, inclusive na construção de uma área para a oncopediatria, em Curitiba”, disse.

O governador também destacou o apoio a todos os hospitais públicos e filantrópicos do Paraná, o que inclui os que oferecem tratamento do câncer. “Todos reconhecem essa parceria como imprescindível e muitos dizem que nunca receberam tanto apoio como agora. É o atendimento humano que queremos na saúde pública do Paraná”, afirmou.

Na área oncológica, o governo mantém convênios com o Erasto Gaetner, na capital, o Uopeccan de Cascavel e o Hospital do Câncer de Londrina. Todos recebem R$ 200 mil mensais em incentivos de custeio. Além disso, foram destinados R$ 12 milhões para obras e equipamentos do Hospital da Uopeccan de Umuarama.

“Isso mostra o grande acerto da política de apoio a hospitais públicos e filantrópicos que implantamos em 2011 e que salva e melhora a vida das pessoas. É por isso que a saúde do Paraná é diferenciada, porque temos parceria”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto.

Segundo Caputo, os atendimentos do Erasto Gaertner são 97% pelo SUS e o ambulatório de Irati fará procedimentos de triagem, quimioterapia oral, acompanhamento pós-operatório e outros serviços de média complexidade.

Ele explicou que Irati foi escolhida para a unidade do interior porque a Secretaria da Saúde sinalizou que pretendia um reforço na regional e porque o hospital constatou, em levantamento, que o município é um dos que mais faz encaminhamentos de pacientes a Curitiba.

Para o prefeito Jorge Derbli o atendimento local é imprescindível, devido ao número de pacientes que precisam se deslocar até Curitiba. Atualmente, 200 pessoas recebem tratamento na capital. “Agora, com este braço do Erasto, as pessoas que precisam desse tratamento serão beneficiadas”, disse ele.

O novo ambulatório funciona nas dependências da Associação do Núcleo de Apoio ao Portador de Câncer de Irati e fará, inicialmente, 2.600 consultas por ano. Após o funcionamento pleno esse número pode ser ampliado para 9.600 consultas por ano.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo