Governador nomeia nova defensora pública-geral do Estado para mandato até 2020


Ana Carolina Dihl Cavalin é a nova defensora pública de Santa Catarina

em Estado SC por

O governador Eduardo Pinho Moreira nomeou na tarde desta segunda-feira, 25, Ana Carolina Dihl Cavalin para o cargo de defensora pública-geral até setembro de 2020. Ela, que já exerce a função desde março por conta da renúncia do antecessor, foi a mais votada em eleição ocorrida no início de junho. O próximo mandato de Ana Carolina começa em 16 de setembro e vale por dois anos.

“A Defensoria Pública é um órgão importante para Santa Catarina. E respeitar as suas decisões, como a que ocorreu na eleição, é uma forma de garantir a continuidade do excelente trabalho realizado, que atende uma parcela considerável da nossa população”, disse o governador.

Ana Carolina Dihl Cavalin é servidora de carreira da Defensoria Pública e ocupou o cargo de subdefensora pública-geral entre setembro de 2016 e março de 2018. Ela disse que pretende fazer um trabalho de continuidade, com o objetivo de expandir os trabalhos do órgão para mais regiões de Santa Catarina.

“Nosso trabalho vai ser esse de, a partir do ano que vem, trabalhar junto ao Governo e ao Legislativo para criar um maior número de cargos. Também vamos ter sempre o foco na economia de gastos, otimizando o custeio, para que se possa fazer mais com menos. Até para que valha a pena financeiramente a implantação completa da Defensoria Pública, no sentido de se gastar menos com ela do que com os dativos. Queremos melhorar a gestão”, afirmou Ana Carolina, após o encontro com o governador.

A Defensoria Pública de Santa Catarina foi criada em 2012 e conta com 117 defensores. Até 2022, o objetivo do órgão é que esse número salte para 358, considerado ideal para atender todas as comarcas do Estado.

Vá para o Topo