Governador inaugura em Florianópolis estrutura inédita de Defesa Civil no país


Foi inaugurado o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres

em Estado SC por

Preservar a vida dos catarinenses é uma prioridade de trabalho que foi consolidada nesta sexta-feira, 18, em um marco histórico para a Defesa Civil de Santa Catarina. No dia em que a instituição completa 45 anos, o governador Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado Rodrigo Moratelli inauguraram o Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd). Considerada uma referência para o país, e até internacional, a estrutura concentra em um único local todas as setoriais do Governo, as forças de segurança e os órgãos federais de assistência humanitária que irão atuar de maneira integrada na gestão de situações adversas no Estado, reduzindo assim o tempo de resposta do Estado à sociedade.

“A Defesa Civil de Santa Catarina sai à frente e dá um exemplo para o Brasil e para o mundo na maneira como amplia a capacidade de atender a população do Estado em situações emergenciais de todos os níveis, com grande evolução tecnológica e de forma integrada. Faz toda a diferença para quem precisa de ajuda”, destacou Eduardo Pinho Moreira. O governador também fez referência à solidariedade e à capacidade de superação dos catarinenses em momentos de dificuldades.

Parte do novo sistema de proteção e defesa civil que está implantado em Santa Catarina, o Cigerd conta com o Centro de Monitoramento e Alerta, Meteorologia, Sistema de Hidrometeorologia, Geologia, Mapeamento de Áreas de Risco, Planos de Contingência, Planos de Ações Emergenciais, Gestão de Crise e Respostas a Desastres. De acordo com o secretário de Estado da Defesa Civil toda essa estrutura estará voltada a atender a população não só depois que um incidente ocorre. “Há produção de conteúdo e um grande material humano e tecnológico que vai nos permitir identificar nossas fragilidades, aproximar a comunicação com as pessoas e prevenir desastres das mais diversas origens”, informou Moratelli.

O Centro é autossuficiente, funcionando mesmo sem energia elétrica, e foi preparado para manter a comunicação com as 20 regionais da Defesa Civil no Estado. No projeto foram utilizadas as maiores referências em gestão de crises e desastres do mundo. Os exemplos foram adaptados a características e necessidades de Santa Catarina.

O secretário nacional da Defesa Civil, coronel Renato Newton Ramlow, reconheceu que a estrutura inaugurada em Santa Catarina é referência para todo o Brasil. “Em matéria de prevenção a vidas humanas, nós não encontramos essa infraestrutura em nenhum outro lugar do país. O que acontece neste momento em Santa Catarina é um grande marco”, elogiou Ramlow, ao acrescentar que o modelo catarinense está entre os mais modernos e operacionais da América Latina e do mundo.

No total, foram investidos para a concretização do Cigerd R$ 44 milhões, do Pacto por Santa Catarina e do Fundo Estadual de Proteção e Defesa Civil, que é destinado apenas para essa área.

 

CIGERDS REGIONAIS

O Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) de Florianópolis irá trabalhar de forma integrada com os 20 Cigerds Regionais. Estes centros foram distribuídos pelo Estado, levando em conta localização geográfica, população e recorrência de fenômenos da natureza. Cada Centro Regional da Defesa Civil possui 160 metros quadrados em uma estrutura feita de aço galvanizado. Todos são autossuficientes. No total, foram investidos cerca de R$ 850 mil em cada estrutura.