• Snapshot_1.jpg

Menores que arrombaram Col. Antônio Gonzaga são identificados


Furto de objetos e vandalismos no Colégio Antonio Gonzaga aconteceram na sexta-feira, 14

em Porto União e União da Vitória por

Atualizado

A polícia civil de Porto União no início da noite desta sexta-feira, 17, identificou os dois menores suspeitos de furtarem objetos e praticar vandalismo no Colégio.

Um deles foi ouvido na delegacia e assumiu a autoria do delito. O outro menor foi identificado também é será ouvido nesta terça feira, 18. Em breve mais informações!

 

Entrevista com a Diretora.

A diretora do Colégio Antônio Gonzaga em Porto União, Célia Brobowicz, falou sobre o arrombamento e furto de objetos do colégio na noite de sexta-feira, 14. Segundo ela, o fato foi percebido na manhã de sábado, 15, quando o responsável pelos serviços gerais do Colégio, chegou e viu a sala de informática arrombada. Quando ele entrou na sala, o alarme disparou. A direção da escola foi acionada e um boletim de ocorrência foi confeccionado.

As câmaras de vigilância que restaram flagraram dois jovens dentro do Colégio, onde além de furtarem objetos de valor, vandalizaram o ambiente, quebrando objetos e descarregaram os extintores em vários locais da instituição. Eles estavam encapuzados e retiraram algumas câmeras de monitoramento do Colégio para não serem gravados. Foram levados dois microfones; câmeras de vídeo; luzes e placas de saída de emergência; lousa digital; as bandeiras do Brasil, Santa Catarina, Porto União e da escola, som portátil entre outros objetos.

O prejuízo chega a aproximadamente 8 mil reais. No pátio da escola a direção encontrou vários litros de cervejas vazio. Os equipamentos de sinalização de saída de emergência foram adquiridos recentemente através da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) em Canoinhas. As bandeiras foram compradas através da arrecadação feita pela Associação dos Pais e Professores do colégio. E os equipamentos eletrônicos foram comprados pelo governo do estado.

Segundo informou a diretora, até a manhã desta segunda-feira, 17, a empresa de segurança, responsável pelo monitoramento, contratada pelo governo do estado, não havia ido ao local. “Uma das pessoas que entrou aqui conhecia onde estavam as câmeras e onde estavam os objetos. Eles entraram pelo telhado da cozinha”, afirmou a diretora.

O colégio está em recesso de aulas, mas a instituição está funcionando normalmente, pois os professores estão em curso de aprimoramento. Ás aulas retornam dia 31 de julho. A diretora solicitou para que a comunidade fique atenta e se tiver alguma pista sobre os autores, que denuncie para a Polícia ou para o colégio. “Peço para os pais olharem o vídeo e vejam, os pais sabem as roupas que os filhos usam, conseguem identificar o seu filho, então eu peço, por favor, que vejam isso”, pede a diretora e continua, “Isso só deu mais força para continuar. Peço aos dois jovens que deixem em algum lugar as bandeiras, para que possamos recuperar elas, pois teremos o desfile e não haverá tempo de confeccionar elas, principalmente do colégio, que é uma bandeira personalizada. E também peço a toda população que cuide e denuncie, se alguém aparecer querendo vender os objetos, pois eles têm números de patrimônio público, são fácil de identificar”, completa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo