• Centenario_Balduino1.jpg
    Exposição “Eu faço parte dos 100 anos da E.E.B. Balduíno Cardoso” acontece até sexta-feira, dia 30
  • Centenario_Balduino2.jpg
    Quadros que contam a história da escola estão em exposição para os visitantes
  • Centenario_Balduino3.jpg
    Modelos de uniformes escolares usados na década de 1920 a 1930
  • Centenario_Balduino7.jpg
    Inúmeros objetos que contam a história da escola estão em exposição para os visitantes
  • Centenario_Balduino8.jpg
    Antiga professora do colégio, Zuleica Eni Colita, em visita à exposição
  • Centenario_Balduino9.jpg
    Atual diretora da escola, Alice Vogel, durante a abertura da exposição

A história da Escola Balduíno Cardoso em exposição esta semana


Em comemoração ao centenário, fotos e lembranças da escola estão expostas em Porto União

em Local por

No decorrer desta semana, acontece no Armazém 1, anexo à Estação União, a primeira exposição de fotos da Escola de Educação Básica Professor Balduíno Cardoso, de Porto União, em comemoração aos 100 anos que a instituição completa em setembro.

No começo do ano letivo, a escola anunciou que durante o centenário haveria diversas atividades comemorativas. E para dar início, no começo do mês de março foi divulgado o Vídeo de Lançamento das Comemorações do Centenário da escola.

Em continuidade às comemorações, aconteceu o “Concurso do Logotipo Comemorativo dos 100 anos”. Os alunos da escola foram convidados a participar inscrevendo seus trabalhos, sendo que a classificação para as outras fases do concurso ficou a cargo de uma comissão julgadora.

Entre os 11 finalistas, realizaram a escolha do trabalho vencedor: ex-elunos, ex-professores, ex-diretores e a presidente da APP da escola, sendo eles: Aldair Muncinelli, Aloísio Witiuk, Dilce Gregório, Ivanirce Canever, Marisa Teles e Renato Ruschel. Destaca-se que o trabalho premiado da aluna Jaine Linda A. de Oliveira, do 4º ano da 3ª turma do Magistério, venceu por unanimidade.

Em maio, aconteceu o Encontro dos Ex-Diretores, os quais tiveram a oportunidade de dar seu depoimento em relação à experiência e trabalho em prol da escola.

Seguindo a programação, em julho, outro vídeo será lançado. Este é sobre o histórico da escola e sobre a Biografia do Professor Balduíno Cardoso.

Em agosto, acontecerá a “Roda do Chimarrão” nas dependências da escola, com os ex-alunos e ex-professores.

A atual diretora, Alice Vogel, conta que, para setembro, mês do aniversário da escola, está sendo feito um painel que ficará exposto em frente ao Balduíno. E um pouco adiante, em outubro, está programado um jantar que reunirá os ex-alunos, ex-professores e todos que estiverem interessados em participar. Será um encontro para relembrar anos de história do Balduíno Cardoso, com homenagem a todos os professores.

Para finalizar, em novembro acontecerá o “Show de talentos” com os ex-alunos, ex-professores e alunos e professores atuais.

“O Balduíno Cardoso é tão histórico quanto Porto União, praticamente toda a cidade estudou o primário nessa escola. O ensino era e é até hoje um ensino de qualidade, e ver essa exposição é uma forma de valorizar a escola”

A exposição acontece durante essa semana, de 26 a 30 de junho, no Armazém 1, nas dependências da Estação União, com visitação aberta ao público em três períodos: pela manhã, das 9h às 11h30; à tarde, das 13h30 às 17h; e à noite, das 19h às 21h. Durante a exposição os visitantes podem conferir fotos, documentos e uniformes que contam a trajetória da escola. A ex-professora do colégio, Zuleica Eni Colita, comenta sobre a importância da exposição para a cidade. “O Balduíno Cardoso é tão histórico quanto Porto União, praticamente toda a cidade estudou o primário nessa escola. O ensino era e é até hoje um ensino de qualidade, e ver essa exposição é uma forma de valorizar a escola”, comenta Zuleica, que foi professora normalista na escola por 24 anos.

Quem foi Balduíno Cardoso

Nascido em 1838 em Santa Catarina, foi educado no antigo Colégio de Padres Jesuítas, onde recebeu sólida instrução cívica e religiosa. Mais tarde tornou-se professor público, educando toda uma geração no interior do estado. Após a aposentadoria, continuou a ensinar em sua casa e em uma escola Paroquial.

O Professor Balduíno Cardoso passou toda sua existência educando a mocidade com profundos ensinamentos, mesmo enfrentando dificuldades inerentes a profissão naqueles tempos. Em 1911, morreu deixando seu legado.

 

 
Vá para o Topo