Dúvida


em Colunistas/Primeiro Plano por

O estado de saúde do nosso presidente já levanta dúvidas. Alguns já falam em uma teoria da conspiração estilo ‘TANCREDO NEVES 2′. Eu espero que não, já que por mais que o presidente Bolsonaro seja um estilo meio ‘falo na cara’ precisamos que ele continue batendo naquilo que está errado neste país.

ALGUMA COISA ERRADA
Às vezes não entendo como algumas pessoa, entidades, sociedades, empresas, conseguem se manter tão cegas em relação às realidades que os cercam.
Falo isso porque hoje li uma notícia onde uma entidade ligada aos direitos humanos fazia duras críticas às propostas que o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, fez para reduzir problemas sérios de criminalidade em nosso país.
Mas daí pensei, se os índices de criminalidade nos últimos anos no nosso país só aumentaram, se a paz que tantos pregam não existe mais, se a insegurança se tornou comum, é porque aquilo que a ONG prega e defende não funciona.
Vale lembrar o que aconteceu na cidade de Nova York (EUA), quando o prefeito Rudolph Giuliani estabeleceu um programa de tolerância zero para qualquer tipo de crime: bairros antes considerados violentos reduziram vertiginosamente seus índices de criminalidade. E porque isso não funcionaria aqui? E olha que o projeto que Moro apresentou nem é tão radical como o que Giuliani colocou em prática em Nova York.
Então? O que motiva essa cegueira? O que leva a crer que a criminalidade irá desaparecer sem nenhuma ação de combate e controle?
Esta cegueira está espalhada por muitos lugares. O ‘oito ou o oitenta’, ou melhor, ‘o trinta e oito e o trezentos e oitenta’ existem exatamente para a sociedade recuperar o equilíbrio.

OI, OLHA ISSO!!!

  • Projeto de Lei de autoria dos vereadores Diego dos Santos (PSC-PR) e Fernando Edgar Vier (MDB-PR), que proíbe a fabricação, comercialização, manuseio, utilização, queima (soltura) de fogos de estampidos e de artifício, assim como qualquer artefato de efeito sonoro ruidoso em União da Vitória foi apresentado na Câmara de União da Vitória a exemplo do projeto que vereador Neilor Grabovski apresentou na mesma casa em Porto União. Deixo aqui meus parabéns aos vereadores pela iniciativa. Precisamos mais projetos assim nas nossas cidades.

1 Comment

  1. Lambança mais uma vez…

    Depois de ter concurso público cancelado recentemente, a Prefeitura de União da Vitória ainda não conseguiu acertar o passo em como realizar um Processo Seletivo. Na página PCI Concursos na internet, ainda está ativa a divulgação do certame. Havia vagas para professores e servidores da área administrativa. Porém, com muitas inconsistências no material divulgado. No programa de provas pouquíssimas disciplinas – a prova objetiva teria apenas 25 questões. As datas da realização das provas não fechavam, o concurso público era com validade de apenas um ano, e o que já não ocorre em concursos públicos pelo Brasil, as inscrições serem cem por cento presenciais. O resultado de tudo isso não poderia ser outro. “Game over”, na quarta-feira(6) quem estava animado com a “barbadinha” que seria o concurso de União e foi fazer a inscrição, deu com os burros na água. Concurso cancelado pela prefeitura, conforme funcionários da Uniuv, onde deveriam acontecer as inscrições. Duas lambaças em pouquíssimo tempo? Quando é que vão aprender que para contratar funcionário por tempo determinado, o certame é um Processo Seletivo!!!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Última publicação de Colunistas

Vá para o Topo