• Unio_da_Vitria_9.jpg

Cohapar vistoria obras de infraestrutura em novo conjunto habitacional


Companhia concluiu construção de 50 moradias no bairro São Gabriel, destinadas a famílias residentes em áreas de risco próximo ao Rio Iguaçu

em Porto União e União da Vitória por

Faltam poucas obras de infraestrutura para que 50 novas casas populares construídas pela Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) sejam entregues em União da Vitória. As obras complementares estão sendo executadas pela prefeitura, com o apoio técnico da equipe regional da empresa.

Segundo o coordenador regional da Cohapar em União da Vitória, Júlio Adilson Pires, que acompanho pessoalmente a execução do serviço nesta sexta-feira, 21, as moradias são destinadas ao atendimento de famílias que residem atualmente em áreas de risco. “São pessoas que moram entre a autovia João Reolon e o Rio Iguaçu e precisam da ajuda do poder público para sair dessa situação”, afirma Pires.

A construção do empreendimento recebeu investimentos de R$ 2 milhões oriundos do tesouro estadual e foram executadas pela construtora Piacentini através de processo licitatório. Por tratar-se de um público em condições de vulnerabilidade social, os imóveis serão totalmente subsidiados pelo Governo do Paraná.

“Por determinação do governador Beto Richa e do presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, a companhia tem ampliado o seu público-alvo, mas sempre atenta às demandas da população mais carente”, comenta Pires. “Com isso, a empresa continua a promover a melhoria da qualidade de vida das famílias paranaenses”, conclui o coordenador regional.

 

Balanço

Desde 2011, a parceria de trabalho do Governo do Estado com a prefeitura e o Governo Federal resultou na entrega de 624 casas populares na cidade, além de 28 novas moradias na área rural, destinadas a agricultores familiares do município. As ações somam R$ 37,4 milhões em investimentos dos três níveis de governo.

Apenas para famílias que residiam às margens do rio, já foram entregues outras 50 casas construídas com recursos próprios do tesouro estadual a custo zero.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo