• f28-09-17-bombeiros.png

Bombeiros de Santa Catarina e do Paraná discutem possibilidade de integração de serviços


Ajuda mútua entre os Bombeiros Militares visa facilitar serviços e garantir qualidade no atendimento a população

em Porto União e União da Vitória por

Nesta sexta-feira, 22, o Comandante da 2ª Região de Bombeiros Militar de Santa Catarina, Coronel Lázaro Santin, e o Comandante do 9º Batalhão de Bombeiros Militar de Canoinhas, Tenente Coronel Jorge Adriano Machado Gomes, estiveram reunidos com o Comandante da 3ª Seção de Bombeiros Militar de União da Vitória (PR), Tenente Marcelo Aleixo.

Dentre vários assuntos, a principal questão discutida foi o entrosamento entre as corporações de Bombeiro Militar de Santa Catarina e do Paraná, visando a qualidade no atendimento a população. Esse assunto vem a tona em Porto União e União da Vitória justamente por se tratar de dois municípios com divisão seca entre os  estados (SC e PR) o que ocasiona situações que poderiam ser  gerenciadas com mais facilidade.

“Pensamos que é uma prioridade para os municípios com essa mesma condição, a da divisa seca, estabelecerem um documento que oficialize essa ajuda mútua entre os Bombeiros Militares a fim de facilitar o trabalho do militar e também a qualidade no atendimento a população”, destaca o Coronel Santin.

Caso haja essa padronização as vantagens seriam muitas. Dente essas vantagens está a ajuda mútua em Forças Tarefas (FT) realizadas em situações meteorológicas como enchentes, vendavais, também no combate a incêndios florestais e atendimento a ocorrências. A proposta prevê também a realização de forma conjunta dos treinamentos realizados para FT, garantindo o aperfeiçoamento e a integração no atendimento prestado. As guarnições dos dois municípios poderiam ser supridas em situações de emergências, já que os quarteis tem seu efetivo bastante reduzido para atender as demandas.

Outra situação é o Atendimento Pré-Hospitalar (APH) Clínico, que em Santa Catarina passa a ser intensificado com a responsabilidade do Corpo de Bombeiros sobre o SAMU. Sendo assim, haveria  uma padronização nesses serviços nos dois estados, integrando-os sem traumas para a população.

A questão das normas técnicas também é uma discussão bastante comum nas cidades limítrofes, pois muitas normas de Prevenção aplicadas do lado catarinense são diferentes do lado paranaense, causando contradições em liberações de Alvarás de Funcionamento e em Projetos Preventivos Contra Incêndio (PPCI).

A proposta será levada pelo Tenente Aleixo para o comando do Bombeiro do Paraná a fim de que possa ser discutida, avaliada e apresentada caso haja um consenso entre os comandos.

 

Outras atividades

Nesta segunda-feira, 25, Coronel Santin e Tenente Coronel Adriano estiveram em Monte Castelo, inspecionando o terreno para criação do novo quartel da Unidade Estação de Bombeiros.

Também estiveram no quartel de Bombeiros Voluntários de Itaiópolis, onde verificaram a compra de um chassi novo do quartel, mas que necessita do processo de encarroçamento, portanto sem condições de uso operacional. Até que essa situação seja resolvida, o Subcomandante Nauro sugeriu o empréstimo de um caminhão que está em Mafra, ao quartel de Itaiópolis.

Também no quartel de Bombeiros de Mafra, estiveram avaliando o projeto do novo quartel do município, onde ficou definido que o prédio será reformado, mantendo a estrutura atual e reformulando todos os espaços internos.

Nesta terça-feira, 26, Coronel Santin seguiu para Fraiburgo onde participou de solenidade em homenagem aos 91 anos do CBMSC e fez a inspeção no quartel de Videira e de Tangará.

Nesta quarta-feira, 27, participou da solenidade de homenagem do aniversário do Corpo de Bombeiro, em Curitibanos. A tarde participou de uma reunião com a Associação de Reflorestadores de SC, a fim de definir normas técnicas e vistorias em área de reflorestamento com o objetivo de reduzir os riscos de incêndios florestais.Na quinta, 28, a agenda acontece nos quartéis de Presidente Nereu e de Trombudo Central. No período da tarde a reunião acontece com a empresa DRJ para definir o termo de referência para contratação de projeto executivo de radiocomunicação na área da 2ª Região de Bombeiro Militar de Santa Catarina.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo