Anúncio Bitur - Viagens Em 2018.
  • Foto-2-Júlia-Zaniolo-é-premiado-em-Florianópolis.jpg
  • Foto-3-Júlia-Zaniolo-é-premiado-em-Florianópolis.jpg

Alunos de Canoinhas são premiados em Floranópolis


A premiação aconteceu por trabalhos feitos que promovem o combate ao Aedes aegypti

em Estado SC por

Os secretários de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, e o adjunto da Saúde, Murillo Capella, entregaram na manhã de segunda-feira, 23, na Fiesc, em Florianópolis, o Prêmio Educação e Saúde: I Concurso Escola Promotora de Saúde – Todos Contra o Aedes aegypti.  Foram premiados alunos, professores e escolas que apresentaram os trabalhos de destaque. Da Regional de Canoinhas, alunos e a diretora Sonia Stelzner Grosskopf, da EEB Júlia Baleoli Zaniolo, participaram da cerimônia. O deputado estadual Antônio Aguiar acompanhado de sua esposa, Marilu Aguiar e a gerente de Educação, Maria Celina Muraro, também estiveram presentes prestigiando as premiações.

Cerca de 50 mil alunos e mais de 2,6 mil professores estiveram envolvidos no concurso, em escolas de 31 Gerências Regionais de Educação (Gered). Na ocasião, também foram homenageados os representantes de Santa Catarina selecionados pelo MEC para receber o Prêmio Professores do Brasil.

O Prêmio Educação e Saúde teve como objetivo promover a reflexão e a construção de conhecimentos acerca da prevenção e do combate ao mosquito Aedes aegypti, da febre de chikungunya e da febre do zika vírus, articulando a temática da educação ambiental e da saúde.

EEB Júlia Zaniolo se classifica em 3º lugar do Estado na categoria “Produto de Comunicação Social: Áudio Visual”

A EEB Julia Baleoli Zaniolo, do Município de Canoinhas se classificou em 3º lugar com o Projeto: Dengue não é brincadeira: é uma doença rara e pode matar

A professora orientadora foi Ane Francelize Shulz

Alunos:

Adriano César Ribeiro da Silva

Alisson Dal Comune

Bruno Leite Gonçalves de Paula

Dominique R. B. Kellermann

Felipe Lourenço Miranda

Em 1º lugar nessa categoria ficou a EEB Cedrense, do município de São José do Cedro; e em 2º lugar, a EEB Cristo Rei, de São João do Oeste.

“Foi um trabalho exemplar feito pelo Estado, mobilizando os jovens e diversas escolas estaduais. Muito bom ter trabalhos de diversas regiões sendo reconhecidos e também divulgando a importância de se combater o Aedes aegypti”, destacou o deputado Aguiar no evento.

Sobre os prêmios:

Após passarem pela etapa regional, 71 trabalhos chegaram para a classificação da etapa estadual nas três categorias: trabalho pedagógico, produto de comunicação social impresso e produto de comunicação social audiovisual. Desses saíram os nove finalistas.

Durante a avaliação final dos trabalhos sete profissionais julgadores das pastas da Saúde e Educação classificaram os trabalhos de acordo com critérios que variaram desde o impacto visual, até o nível de reflexão e discussão sobre mudanças de atitudes e práticas ambientais que foram promovidas pelos profissionais da educação no ambiente da comunidade escolar, em parceria com outras áreas do entorno da escola.

As três primeiras escolas, vencedoras da categoria Projeto de Trabalho Pedagógico, receberam um computador e o título de escola promotora de saúde. Os alunos e professores primeiros colocados no produto de Comunicação Social categoria impresso e, categoria áudio visual receberam um tablet e o título de promotores de saúde.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo