• aconteceu-na-semana.png

Aconteceu na semana: vacinação, presídio e água estranha


Confira as noticias que movimentaram a semana que passou

em Porto União e União da Vitória por

Acompanhe abaixo um resumo do que aconteceu na semana: vacinação, presídio e água estranha .

A Campanha Nacional de Multivacinação que oferece atualização de 16 tipos de vacinas acontece até o dia 22. Nesse sábado, 16, aconteceu o Dia D da campanha.  Até o fim da campanha, os postos de saúde da rede pública oferecem vacinas contra sarampo, paralisia infantil, varicela, caxumba, rubéola, meningite, hepatite A, hepatite B, febre amarela e HPV.

Cartório eleitoral de Porto União está fazendo recadastramento biométrico, e apesar de não ser obrigatório ainda, o recadastramento já pode ser feito no município. Para fazer a biometria, é necessário que o eleitor leve documento de identificação com foto, comprovante de residência recente e comprovante de alistamento militar – para os homens maiores de 18 anos e que vão fazer o primeiro título.

A votação  do Projeto de Lei nº 25/2017, que autoriza a doação pela prefeitura de um imóvel urbano ao Estado para construção de um presídio foi adiada. O PL está tramitando na Câmara de Vereadores desde junho. A doação destina-se à construção de uma unidade prisional no município, na localidade de Invernadinha, Rio Vermelho, com área é de 50 mil m² avaliada em R$ 350 mil.

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) divulgou um esclarecimento sobre as condições da água distribuída em vários bairros de Porto União e União da Vitória. Moradores reclamaram em publicações em redes sociais sobre características de odor, cor e gosto que a água distribuída apresentava nos últimos dias. Em nota de esclarecimento a empresa assegurou que a água tratada é segura, de qualidade e está em conformidade com todos os parâmetros exigidos pela Portaria 2914/11 do Ministério da Saúde.

A cápsula do tempo que foi organizada por moradores locais em comemoração ao centenário do município de Porto União foi lacrada. Com o objetivo de promover e incentivar a participação da população na própria história do município, cápsula ficará fechada por 50 anos, com previsão de abertura em 2067.

Promovido pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) de União da Vitória, aconteceu o 1º Workshop sobre a Lei Maria da Penha. Objetivo do evento é fomentar a discussão interinstitucional sobre a Lei Maria da Penha, e estabelecer sustentação para a criação da rede de atendimento e prevenção à violência contra a mulher. Evento tem apoio das Faculdades Integradas do Vale do Iguaçu(Uniguaçu), Ordem do Advogados do Brasil (OAB) Subseção União da Vitória, OAB Subseção de Porto União e também do Coletivo Feminista Mais que Amélias.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Vá para o Topo