A Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos


em Claudino Berlatto por

Naquela época ganhamos a Copa do Mundo com uma seleção totalmente desacreditada. Entretanto, o povo brasileiro formou aquela corrente ‘Pra frente Brasil’ e a traça veio para o Brasil. Vamos acreditar em nossa capacitade, todos juntos, e salvar o Brasil desses políticos corruptos e corruptores. Para resolvermos essa calamitosa situação em que nos encontramos, o Governo deve dar o exemplo reduzindo impostos, reduzindo em 50% todos os cargos políticiso e pagando apenas os salários, sem as ajudas vergonhasas. Reduzindo também o número de funcionários públicos em 50%. Se o governo der esse exemplo fica fácil voltarmos a crescer. Chega de explorar o povo. Chega de impostos tão altos. Vamos todos juntos acreditar em nossa capacidade de trabalhar e vamos assim tirar o País dessa situação tão vergonhosa.

Os três poderes da República
O Presidente da República está totalmente comprometido e não consegue legislar. O congresso está contra. Os Ministros não falam a mesma língua, estão perdidos. Os Senadores e Deputados Federais ficam lavando roupa suja e demonstrando, em todas as reuniões, seu despreparo. O Supremo Tribunal Federal interpreta as leis conforme os interesses de cada um. Um juiz condena um corrupto e manda soltar outro.
Nossa constituição diz que somos todos iguais perante a lei. É uma grande inverdade. Uns mais iguais que outros. O que chamou minha atenção foi uma declaração, na TV Globo, de um delegado de polícia do Rio de Janeiro declarando que a corrupção está generalizada. Acrescento mais, generalizada e legalizada.

Por que os políticos não precisam estudar?
O professor estuda no mínimo 12 anos para poder dar aulas e ainda enfrentar um concurso público com milhares de concorrentes. Um advogado, um médico, engenheiro, agrônomo, dentista, economista, e assim por diantes, todos devem ter um curso superior para exercerem suas profissões.
Todos os políticos deveram ter tambhém um curso de política. Considero uma grande falha do sistema educacional e o Ministro da Educação pode resolver essa lacuna. Somente com essa correção teremos políticos competentes para o exercício de nobre profissão.
Nos países desenvolvidos o professor é quem recebe a maior remuneração entre os profissionais liberais. Em nosso País, um professor que estuda por mais de 12 anos e trabalha até 3 turnos, recebe menos que um vereador que tem reuniões uma vez por semana.
Não somos donos da verdade. Entretanto, entende-se que os cargos políticos, hoje, são considerados empregos e deveriam passar por concursos, como os demais.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*