A confiança é a sustentação do amor


em Jaime Folle por

A confiança é a raiz da motivação. É a mais alta forma de motivação. Porém a confiança está diretamente ligada ao amor. Quem ama confia e vice-versa. A confiança é uma entrega, portanto, será muito difícil uma pessoa não confiável, confiar nos outros.

“A confiança se torna uma ação quando comunicamos aos outros o seu valor e seu potencial tão claramente que eles sejam inspirados ao vê-los neles mesmos”.

Uma pergunta intrigante:  É possível amar sem confiança?

Os melhores relacionamentos, as melhores amizades são aquelas que existe a dupla, chamada amor e confiança. No amor conhecemos os outros, suas qualidades, seus defeitos, seus desejos e suas fraquezas. Com a confiança nos tornamos parceiros para caminharmos juntos, conquistar e valorizar as qualidades. E na confiança somos cúmplices em ajudar a superar as fraquezas fazendo dos defeitos qualidades a mais.

Se o sentimento não está mais lá, perde-se a confiança também. É justamente o amor que está faltando.

Precisamos entender que a motivação surge a partir do amor e da confiança que depositamos nos outros. Jamais poderei estar bem sem amar e confiar. “O fogo que está dentro das pessoas é como um fósforo, o primeiro é aceso pelo contato e isso gera calor, depois os outros podem ser acesos pelo calor deste”. Assim, pessoas que amam e confiam geram calor, energia e confiabilidade aos que estão ao seu redor.

“Trate um homem pelo que ele é, e ele continuará sendo o que é; trate-o como ele pode e deve ser e ele se tornará o que ele pode e deve ser.” É um ato de amor, sua confiança em mim faz aumentar a confiança que eu tinha em mim mesmo.

Portanto o amor e a confiança são inseparáveis se amamos é porque confiamos e se confiamos é porque amamos, daí vem a raiz da motivação do ser humano.

O sentimento de confiança pode ser tanto em relação a nós mesmos ou em relação a outras pessoas. De qualquer maneira, confiar significa ter esperança em alguém ou em algo. É acreditar sem medo em uma pessoa, em algo maior, no futuro e em nós mesmos.

Até a próxima

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*